A cantora Kelly Key está de volta após quatro anos distante da carreira musical. Porém, em seu retorno, a cantora já virou alvo de críticas. Tudo por conta do "corpo masculinizado". Em entrevista ao portal UOL, Kelly, de 36 anos, falou sobre maturidade, pressão estética, plásticas e "tribunal das redes".  Ela diz que não se sente afetada com as críticas de haters.

"Não sou perfeita. Recebo críticas. As pessoas dizem que sou toda masculina, cheia de músculos. Mas eu gosto, me aceito e me amo assim. Tem que haver um respeito, porque as pessoas são donas das suas escolha". 

Kelly ressaltou ainda que os movimentos feministas de aceitação do corpo real ainda são pequenos perto dos padrões já impostos pela sociedade. "Continuam pregando a magreza. É hipocrisia dizer que não. As pessoas continuam crucificando quem está fora do 'padrão", avalia.

Após o nascimento do terceiro filho, Artur Freitas, de dois anos, ela se submeteu a uma cirurgia plástica nos seios, mostrando que não está imune ao desconforto causado por não se ver como gostaria no espelho.

"Se precisar fazer [cirurgia plástica], vou fazer. Sou desencanada com isso. Depois de três filhos, a gente não tem outra opção, se quiser ter os peitinhos durinhos, como os meus estão agora [risos]. Os peitos não vão voltar para o lugar naturalmente. Pesei 90 kg três vezes na minha vida e está tudo bem, porque quando estava com este peso, estava muito feliz". 

LEIA MAIS: Em Maceió, Bahia ganha do CSA após sequência de nove jogos sem vencer

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.