O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse nesta segunda-feira (29/6) que ainda está longe de um acordo em relação ao adiamento das eleições municipais 2020. Ele, que é a favor da mudança, pretende que a questão seja decidida até a próxima quarta (1/7).

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 18/20 adiaria as eleições de outubro em razão da pandemia do novo coronavírus, para os dias 15 e 29 de novembro. O texto já foi aprovado no Senado.

LEIA MAIS: Senado aprova adiamento de eleições municipais 2020 sem estender mandatos

LEIA MAIS: Eleições municipais devem ser adiadas, mas podem acontecer ainda em 2020

“É importante que a Câmara tome a sua decisão. Estamos dialogando para construir o apoio necessário, até a unanimidade, para que a gente possa votar, mas ainda estamos longe disso. A nossa intenção é, com diálogo, chegar até quarta-feira (1/7) a uma solução para esse problema”, disse durante coletiva ee São Paulo.

Caso a data seja mantida em outubro, diversos prazos se encerrariam no próximo sábado (4/7), como o de entrega de cargos públicos a quem deseja se candidatar. “A decisão de votar a PEC precisa acontecer essa semana, até porque temos o prazo de 4 de julho, que é muito importante. São milhares de servidores públicos que pretendem disputar a eleição, certamente muitos na área da saúde, que precisam da informação para tomar a sua decisão". 

LEIA MAIS: "Não vai mudar um centímetro minha decisão", diz Neto sobre protesto na frente de sua casa

Acompanhe todas as notícias sobre o novo coronavírus.

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.