O ex participante do Big Brother Brasil, Rodrigo França, denunciou um caso de racismo na Central de Flagrantes, no bairro do Iguatemi, em Salvador. Nas redes sociais, tanto Rodrigo quanto a Atriz Aline Borges denunciaram a ação.

De acordo com o ator carioca, ele estava com seu grupo de teatro quando presenciou uma abordagem truculenta a dois jovem. "Acompanhei todo o procedimento e esses policiais estavam provocando o Wanderson, e ele todo tranquilo, todo calmo, porque a gente tava do lado acalmando ele. Embora ele tivesse sendo humilhado na porta do trabalho e toda comunidade que estava lá, assim como meu grupo de teatro, presenciou que ele estava no trabalho", conta ele.

O homem acredita que os jovens foram abordados dessa forma por racismo. "Os policiais revistaram numa maneira bastante truculenta, que não se faz com ninguém, numa maneira ainda Brasil colônia", reclama. 

O ator, que já foi policial militar, chamou a atitude de "inadmissível". "Estou na central de flagrantes, acionando toda imprensa, porque é inadmissível. Em pleno século 21, 2019, que a gente continue permitindo que o Estado, através da Polícia Militar, continue fazendo isso", destacou.

O jovem, identificado apenas como Wanderson, foi liberado, mas "já está fichado", segundo Rodrigo França. Agora, o Ministério Público irá analisar se aceita ou não a denúncia de racismo.

Em nota, a Polícia Militar da Bahia disse que os policiais abordaram os dois homens após verem eles correndo e entrando em uma casa, "levantando suspeita na atitude". A polícia disse que um deles se negou a parar e desacatou os policiais, "dizendo palavras de baixo calão e ameaça de morte a dupla de serviço".

CONFIRA A DENÚNCIA: 

 

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuonline.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.